CAIXA-PRETA . 2006

bannerA “considerada” caixa-preta dos aviões não é preta: é vermelha ou cor de laranja, para que possa ser encontrada com facilidade no meio de destroços. Quase sempre há duas caixas- pretas: Uma grava o som dos últimos trinta minutos de comunicação entre os pilotos e o posto de controle em terra; a outra, os dados de navegação aérea. Uma vez encontrada, a caixa-preta é inserida num simulador de vôo, de modo que possam ser revividos os fatos ocorridos.
Acredita-se normalmente que o exame da caixa-preta após um acidente mostra imediatamente as suas causas - o que nem sempre acontece, pois tudo que está gravado ainda precisa ser interpretado.

lotacao


APRESENTAÇÕES

. SESC Avenida Paulista (São Paulo - SP) – julho/agosto 2009
. Espaço Ambiente (Belo Horizonte - MG) – março 2009
. Olhares sobre o Corpo (Uberlândia - MG) – dezembro 2008
. Mostra SESC de Artes (São Paulo - SP) – outubro 2008
. Panorama de Dança (Rio de Janeiro - RJ) – novembro 2006
. ENARTCI (Ipatinga - MG) – novembro 2006
. Festival Internacional de Danza Contemporánea (Bogotá - Colômbia) – setembro 2006
. Al Kantara Festival 2006 (Lisboa - Portugal) - junho 2006
. In-Presentable (Madrid - Espanha) - junho 2006



concepção e criação
Cláudia Müller e Cristina Blanco
performance
Cláudia Müller e
Cristina Blanco / Juliana Penna
colaboração
Juliana Penna
colaboração (1ª fase)
Karenina de los Santos
produção
al kantara (lisboa) e
panorama de dança (rio de janeiro) – encontros 2005-2006
apoios
european cultural foundation, mira, instituto cervantes, aula de danza estrella casero da universidad alcalá de henares, casa encendida, centro cultural josé bonifacio, minc - ministerio da cultura do brasil

Projeto
Necessidades técnicas